Deus,  ,  Futebol Americano,  gospel,  Mundo Cristão,  testemunho

Atletas glorificam a Deus no Hall da Fama: “Sem Ele, não estaríamos aqui”


Atletas glorificam a Deus no Hall da Fama: "Sem Ele, não estaríamos aqui"


Ed Reed Reed agradeceu a Deus por levá-lo até ali e deu toda a glória a Ele. (Foto: YouTube/Reprodução)

Seis novos jogadores da Liga de Futebol Americano (NFL) entraram para o Hall da Fama no último final de semana e dois deles aproveitaram a oportunidade para glorificar a Deus. Ed Reed e Kevin Mawae não hesitaram em reconhecer quem é o responsável por seu talento e as notáveis ​​carreiras no futebol que os levaram ao palco naquela noite: o Deus Todo-Poderoso.

Ed Reed começou seu discurso de indução, recitando “a oração do atleta”, que diz:

“Senhor, por favor, limpe minha cabeça de todas as distrações e o meu coração de fardos que eu possa suportar. Então eu posso fazer o meu melhor, sabendo que o Senhor sempre estará lá. Por favor, me levante antes do momento e então através dos Seus olhos eu posso ver e ter uma compreensão clara enquanto o jogo se desenrola diante de mim. Com muita coragem eu vou enfrentar esse desafio, como o Senhor quer que eu faça, mas me mantenha humilde e me lembre que minha força vem de conhecer ao Senhor. Então, quando todos os olhos estiverem em mim ao final deste grande jogo, eu voltarei os meus olhos para ti, ó Senhor, e à glória do teu nome”, diz a oração.

Isso estava longe de ser a primeira vez que Reed disse aquelas palavras na frente de uma multidão, já que a estrela da NFL era bem conhecida por recitar essa oração antes de pisar no campo todos os domingos.

Quando ele terminou de recitar a oração, Reed agradeceu a Deus por levá-lo até ali e deu toda a glória a Ele, por suas realizações, incluindo sua colocação no Hall da Fama.

“Mesmo agora, o bom Deus, Deus Todo-Poderoso, Criador de todas as coisas, de todos nós, Ele é a razão pela qual estou aqui”, disse Reed em seu discurso. “Esta minha pequena luz, eu tive que deixar brilhar.”

Poucos minutos depois de seu discurso, Reed se dirigiu a cada um de seus treinadores, destacando o treinador do Ravens, John Harbaugh.

“Treinador Harbs, cara. Aquele homem lá, ele veio com um plano e nós o executamos. O ferro afia o ferro”, disse ele, referindo-se a Provérbios 27:17.

De acordo com a Sports Spectrum, “Reed participou de 174 jogos ao longo de 12 temporadas pelo Baltimore Ravens, Houston Texans e New York Jets, liderando a NFL em interceptações três vezes. Ele foi nove vezes vencedor do prêmio Pro Bowler, cinco vezes na seleção All-Pro, e campeão do Super Bowl pelos Ravens em 2012”.


Kevin Mawae foi outro atleta cristão indicado ao Hall da Fama. (Foto: NESN.com)

Propósito

Outro jogador indicado para o Hall da Fama de 2019 foi Kevin Mawae. Ele também foi rápido em dar crédito a Deus, abrindo-se sobre sua fé enquanto estava no palco.

“Eu sou um crente nascido de novo pela ressurreição e pelo sangue de Jesus Cristo. E eu, orgulhosa e humildemente reconheço que sem a graça de Deus e Suas bênçãos, eu não estaria aqui esta noite”, ele disse apenas um minuto em seu discurso.

Ainda em seu discurso, Mawae falou sobre a trágica morte de seu irmão, John, em um acidente de carro em maio de 1996. Apenas algumas semanas após o acidente, a esposa de John descobriu que estava grávida.

“Esses dois momentos mudaram minha vida… a direção e o propósito para sempre”, compartilhou Mawae. “Com essa extrema tristeza seguida de grande alegria, meu foco voltou-se para a fé quando soube do poder redentor de Jesus Cristo e do propósito de viver em Seu nome. Seja através de encorajamento, sabedoria ou recursos, aprendi que Deus pode usar uma pessoa para mudar a vida de centenas e até milhares”.

Mawae jogou 16 temporadas na NFL pelo Seattle Seahawks, New York Jets e Tennessee Titans.

“Minha jornada no futebol tornou-se uma plataforma com o propósito de mudar vidas e compartilhar o Evangelho. Meu maior arrependimento é que nosso irmão John nunca tenha chegado a me ver jogar na NFL e comemorar esta noite conosco hoje”, acrescentou Mawae. “Mas eu acredito que Deus tem um lugar especial em suas caixas de céu, olhando para nós agora mesmo. John não está aqui, mas ele nunca será esquecido”.

As indicações de 2019 incluíram os jogadores Kevin Mawae, Tony González, Ed Reed, Champ Bailey, Ty Law e Johnny Robinson, bem como o proprietário do Denver Broncos, Pat Bowlen, e o executivo do Dallas Cowboys, Gil Brandt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *