adolescentes,  Coreia do Norte,  execução,  filmes estrangeiros,  gospel,  Missões / Ação Social,  paranoia ditatorial

Coreia do Norte executa adolescentes por distribuir filmes estrangeiros


Coreia do Norte executa adolescentes por distribuir filmes estrangeiros

O governo ditatorial da Coreia do Norte executou em público dois adolescentes por distribuírem filmes estrangeiros.

De acordo com a UCA News, a execução aconteceu na cidade de Hyesen, perto da fronteira com a China, em outubro.

As autoridades alegaram que os “crimes” de assistir e tentar vender filmes sul-coreanos, cometidos pelos adolescentes, de cerca de 16 anos, eram “perversos”. Um terceiro adolescente foi morto, acusado de assassinar sua madrasta. 

“Eles disseram: ‘Aqueles que assistem ou distribuem filmes e dramas sul-coreanos, e aqueles que perturbam a ordem social assassinando outras pessoas, não serão perdoados e serão condenados à pena máxima – morte’”, relatou uma moradora local, à Radio Free Asia (RFA).

Os soldados ainda obrigaram os moradores a assistirem ao fuzilamento, em um aeródromo da cidade.

“Residentes de Hyesan se reuniram em grupos na passarela. As autoridades colocaram os estudantes adolescentes na frente do público, os condenaram à morte e imediatamente atiraram neles”, disse a moradora.

Os dois adolescentes mortos por tentarem vender produções proibidas em pendrives teriam sido descobertos por espiões do governo ultracomunista.

“Os alunos foram pegos em uma armadilha desta vez”, disse a moradora da cidade de Hyesen.

Cultura ocidental vista como ameaça

Observadores afirmam que o governo norte-coreano está preocupado com o aumento do contrabando de filmes, músicas e programas de TV sul-coreanos e ocidentais nos últimos anos.

As autoridades temem que o consumo da cultura ocidental pela juventude seja uma ameaça ao regime comunista e possa se tornar uma força revolucionária.

Segundo a RFA, qualquer pessoa pega assistindo a um filme estrangeiro na Coreia do Norte é enviado a campos de trabalho forçado ou condenados à pena de morte, mesmo se for menor de idade.

“Apesar do controle intensivo e da repressão para erradicar o pensamento e a cultura reacionários, os jovens ainda são pegos assistindo secretamente a filmes sul-coreanos. Portanto, agora as autoridades estão embarcando em um reinado de terror por meio de execuções públicas”, explicou a moradora.

Paranoia ditatorial

Após uma recente promulgação da “Lei do Pensamento Anti-Reacionário”, a punição contra pensamentos ou “produtos externos” se intensificou, e isso tornou ainda mais difícil para os cristãos e líderes da igreja clandestina manterem seus cultos e reuniões de oração, já que o cristianismo é visto como uma ameaça ocidental ao regime comunista.

No segundo pior país do mundo para os cristãos, de acordo com a Lista Mundial da Perseguição 2022, adorar a Deus é estritamente proibido. Todos são obrigados a prestar culto pessoal à família Kim. 

O cristianismo é a ameaça número 1 ao governo. Desde o início do país, quando Kim Il-Sung estava no poder, o Partido Comunista intensificou a opressão contra os cristãos secretos. 

A perseguição nunca parou durante gerações de líderes supremos, nem mesmo durante a “Marcha Árdua”, nos anos 1990, em que milhões de norte-coreanos morreram de fome devido ao fracasso da economia. A Portas Abertas pede orações pelos cristãos perseguidos na Coreia do Norte que estão em constante risco de morte.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.