Brasil,  cristão,  Família,  gospel,  Jair Bolsonaro,  Notícias,  ONU

Na ONU, Bolsonaro diz que Brasil tem presidente que acredita em Deus e na família


Na ONU, Bolsonaro diz que Brasil tem presidente que acredita em Deus e na família

O presidente Jair Bolsonaro fez o tradicional discurso de abertura na 76ª Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), que aconteceu na manhã desta terça-feira (21), na sede da instituição em Nova York (EUA).

Bolsonaro disse que apresentaria um Brasil diferente do que é mostrado pela mídia. “Aqui mostrarei o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões. O Brasil mudou e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019”.

O presidente iniciou sua fala destacando que “estamos há 2 anos e 8 meses sem qualquer caso concreto de corrupção”. Em seguida, disse que o Brasil tem um “presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo”.

Bolsonaro falou “que estávamos à beira do socialismo” e que “nossas estatais que davam prejuízos de bilhões de dólares no passado, hoje são lucrativas”.

Por essas e outras questões, o presidente disse que estava apresentando um “Novo Brasil com sua credibilidade já recuperada diante do mundo”. Bolsonaro falou sobre diversos temas de interesse internacional, como questões geopolíticas e climáticas, a situação atual do Afeganistão, e sobre os refugiados. Nos temas nacionais, destacou os investimentos na economia, geração de empregos e transportes, com avanço de novos modais, como o ferroviário. A pandemia e o avanço do Plano Nacional de Imunização também foram mencionados pelo presidente.

A Amazônia também foi citada, assim como os desafios do Brasil por suas dimensões continentais. Bolsonaro disse que possuímos uma “legislação ambiental tão completa quanto o nosso código florestal que deve servir de exemplo para outros países”.

Bolsonaro disse que o Brasil ratifica a convenção interamericana contra o racismo e formas correlatas de intolerância. “Temos a família tradicional como fundamento da civilização e a liberdade do ser humano só se completa com a liberdade de culto e expressão”.

O país também foi citado como apoio a questões humanitárias. “O Brasil sempre participou em missões de paz da ONU, desde Suez até o Congo passando pelo Haiti e Líbano. Nosso país sempre acolheu refugiados em nossa fronteira com a vizinha Venezuela, com a Operação Acolhida, do governo federal, que já recebeu 400 mil venezuelanos deslocados devido à crise político-econômica gerada pela ditadura bolivariana”.

Ainda sobre refugiados, Bolsonaro disse que o país irá abrigar afegãos em solo brasileiro. “O futuro do Afeganistão também nos causa profunda apreensão. Concederemos visto humanitário para cristãos, mulheres, crianças e juízes afegãos”, informou o presidente, que falou pouco mais de 10 minutos, em seu segundo discurso como chefe de Estado na ONU.

O evento deste ano reuniu mais de 100 líderes na sede da organização, e teve a volta da cerimônia presencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.