arco,  Bíblia,  cristãos,  Deus,  gospel,  íris,  LGBT,  Notícias,  pacto

“O arco-íris pertence a Deus e os cristãos não devem ter medo de usá-lo”, diz ex-lésbica


"O arco-íris pertence a Deus e os cristãos não devem ter medo de usá-lo”, diz ex-lésbica

Na Bíblia, o arco-íris permanece como um pacto entre Deus e a humanidade. Mas por mais de 40 anos, a comunidade LGBT usou o arco-íris como um símbolo de seu movimento. Hoje, Nichol Collins, uma ex-transgênero, incentiva os cristãos a recuperá-lo como sinal de sua aliança com Deus.

Collins viveu como lésbica e traficante por 20 anos, mas se tornou cristã depois de sofrer um ataque brutal. Ela apelidada de Esco nos clubes e ruas de Los Angeles, onde era conhecida pelas festas e agressividade.

“Meu ponto de ruptura foi quando eu vivia como transgênero, uma traficante de drogas lésbica em Los Angeles. Fui atacada por um homem com um martelo e, toda a glória a Deus, milagrosamente não sofri nenhuma lesão”, disse Collins à CBN News. “Então eu digo às pessoas que Deus literalmente usou isso para fazer algum sentido em mim”.

Collins afirma que, depois de entregar sua vida a Deus, deixar seu antigo estilo de vida não foi fácil.

“Demorei sete meses para sair da roupa masculina”, explica. “Eu não pulei dentro de vestidos imediatamente e meu cabelo estava careca. Todo o meu cabelo cresceu de volta hoje, mas eu nem sempre me senti tão bonita. Eu me senti muito desajeitada, mas quando me submeti a Deus, Ele começou para me embelezar com a salvação”.

Depois de se libertar, Collins conta que Deus deu uma ordem para restaurar as formas bíblicas do arco-íris que o movimento LGBT tomou como seu símbolo. 

“Eu vi uma mão atravessando as nuvens, agarrando o arco-íris, e eu vi um letreiro naquelas nuvens que dizia ‘pegue o arco-íris de volta’, e eu pulei e comecei a esboçar”, disse ela sobre uma visão. 

O arco-íris é mencionado no livro de Gênesis como uma promessa a Noé depois do grande dilúvio: “Este é o sinal da aliança que estou fazendo entre mim e vocês e com todos os seres vivos que estão com vocês, para todas as gerações futuras: o meu arco que coloquei nas nuvens. Será o sinal da minha aliança com a terra (Gênesis 9:12-13)”.

“O arco-íris pertence a Deus”, ela destaca. “Deus fez um pacto. Foi um sinal de Deus, Ele prometeu nunca destruir a terra pelo dilúvio, mas pelo julgamento, pelo fogo da próxima vez. Então, eu só acredito que nós, como cristãos, não podemos ter medo de usá-lo”.

“Deus tem uma personalidade muito colorida e criativa, que nos deu a liberdade de falar na vocação com a qual Ele nos chamou”, completa.

Collins diz que sua postura bíblica colidiu com muitos na comunidade gay, especialmente nas mídias sociais. Apesar da reação, ela permanece determinada enquanto espalha a mensagem do amor de Deus.

“Eu acho que é muito importante que a igreja se torne consciente e seja parceira de pessoas como eu e aqueles que têm testemunho de libertação, para mostrar como expressar o amor de Deus sem compromisso, e para que as pessoas saibam que Deus as ama exatamente onde elas estão”, afirma. “Ele pode mudá-las de dentro para fora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.