amor,  Anne Graham Lotz,  Espírito Santo,  gospel,  Mundo Cristão,  Reflexão

Pare de tentar conquistar o amor do Espírito Santo, diz filha de Billy Graham


Pare de tentar conquistar o amor do Espírito Santo, diz filha de Billy Graham

“O que você sabe sobre aquele que Jesus prometeu que pediria ao Pai para nos dar, na Sua ausência? Quanto você sabe sobre o Espírito Santo?”. A pergunta um tanto inusitada foi feita pela escritora e evangelista Anne Graham Lotz, filha do falecido pastor Billy Graham, em um artigo recente para o site Charisma News. O texto teve como passagem bíblica central, o livro de João, capítulo 14, versículos 16-17.

Anne Graham explicou que seu questionamento se deu, justamente porque ela não aprendeu sobre o Espírito Santo logo que se converteu.

“Quando me entreguei a Jesus como meu Salvador, presumi que o Espírito Santo havia sido ‘designado’ para mim. Eu pensei que Ele tinha entrado na minha vida porque não tinha opção. A minha vida agora era Seu ‘trabalho’, Sua responsabilidade”, confessou.

“Minha visão sobre Ele era estritamente profissional, um defensor perfeccionista de detalhes e alguém que me manteria na linha até que um dia Ele me apresentasse ao Pai e dissesse algo como: ‘Aqui está ela… Eu fiz o Meu melhor para trabalhar com o que eu tinha’. Esse equívoco prejudicial poderia ter me levado a viver uma mentira, como eu teria tentado impressioná-lo. Eu poderia ter me queimado tentando conquistar Seu amor”, acrescentou ela.

A evangelista continuou seu testemunho pessoal, relatando que ao ler a Bíblia, passou a refletir sobre a relação dela com o Espírito Santo.

“Um dia, enquanto lia minha Bíblia, fui tomado pelo seguinte: ‘Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção’ (Ef 4:30, NVI). Embora eu entenda que as Escrituras estão nos alertando para não pecar intencionalmente, intencionalmente, a palavra ‘entristecer’ pegou e prendeu minha atenção”, afirmou.

“Eu refleti sobre a tristeza em minha própria vida e sabia que tinha experimentado essa emoção apenas quando eu me importava profundamente com alguém ou alguma coisa. Eu sofri quando minha mãe foi para o céu. Fiquei triste quando meu marido a seguiu até lá oito anos depois. Eu sofri quando meu pai se juntou a ambos. E percebi que ‘tristeza’ é uma palavra de amor. Eu sofro porque amo minha mãe, meu marido e meu pai”, destacou.

Anne Graham explicou que esta nova percepção foi essencial para perceber que o Espírito Santo tem uma relação de amor com os filhos de Deus e não apenas algo “profissional”, como ela pensava logo após sua conversão.

“Essa percepção iluminou meu pensamento quando percebi que, se posso entristecer o Espírito Santo, é porque Ele me ama. O Espírito Santo me ama! Esse foi um pensamento profundo e revolucionário. Ele não é apenas um parceiro profissional. Ele não é apenas designado para mim. Ele não vive dentro de mim porque tem ‘obrigação’ de fazer isso. Ele vive dentro de mim porque quer isso. Ele se preocupa profundamente com o que eu faço e com quem eu me torno”, ressaltou.

“Ele não só está espiritual e praticamente envolvido em minha vida, mas também está emocionalmente envolvido em quem eu sou e quem eu devo ser. Que diferença essa simples verdade fez na minha perspectiva! Eu posso ser eu mesma com o Espírito Santo. Eu não tenho que estar ‘ligada’. Eu posso relaxar e ser transparente com Ele. Eu posso confiar Nele completamente porque Ele realmente me ama!”, acrescentou.

A evangelista caminhou para a conclusão de seu artigo, lembrando que não há motivos para os filhos de Deus conquistarem o amor do Espírito Santo ou tentarem impressioná-lo. Esse amor já existe, já está sobre aqueles que entregaram suas vidas a Cristo e é essa relação que precisa ser cada vez mais próxima.

“O Espírito Santo te ama também! Ele se importa profundamente com o que você se importa, porque Ele se importa com você (veja 1 Pe 5: 7). Não importa o quão pequena ou grande seja a sua preocupação. Ele se importa. Ele te entende. Ele quer o que é melhor para você. Ele deseja que você cumpra o seu propósito dado por Deus”, disse.

“Ele quer aliviar seu fardo, resolver seu problema, confortar seu coração partido, curar suas feridas, ajudar você a passar pelo do vale da sombra, lhe cobrir de bênçãos e bênçãos. E sim, Ele quer te fazer santo, porque Ele te ama! Ele irá fazer com que todas as coisas cooperem para o seu bem (veja Romanos 8:28). Então relaxe. Pare de tentar impressioná-lo. Pare de trabalhar tão duro para ganhar o Seu amor. Seja aberto, honesto e transparente. Viva com a confiança de que você é profundamente, incondicionalmente, permanentemente amado por Ele”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.