Notícias

Pastor vende igreja de porteira fechada e vai parar na polícia

Uma transação comercial vai parar na polícia e acabou caindo na boca do povo pelos moldes que a caracterizavam.Dois pastores foram indiciados pela polícia civil em Goiânia,por estelionato.Os religiosos teriam negociado a venda de uma igreja evangélica de porteira fechada, com membros e tudo. A situação deu o que falar nas redes sociais e até hoje é um assunto polêmico.

O delegado do caso,Isaía Pinheiro,informou que os pastores teriam fraudado uma assembleia geral da igreja para que a pudessem vender.A venda seria concretizada por eles e incluía a venda do espaço com todos os móveis  e inclusive seria passada a igreja com a arrecadação dos dizimistas.

No entanto,para os membros da igreja  foi informado apenas que haveria uma união de igrejas,uma fusão.

Os membros da igreja denunciaram o caso a polícia alegando que compraram vários itens da igreja com suas ofertas e dízimos.Eles afirma que os objetos não podem ser vendidos.Os pastores negam tudo.

Em março do ano passados os próprios membros da igreja levaram o caso a polícia e este ainda está correndo na justiça.O Pastor Valtuir Martins ferreira teria sido o responsável pela venda de sua igreja Batista Vila União para o Bispo Gilmar Martins em 2015.Martins é líder da igreja Luz para os povos,num local perto da igreja vendida.

Porém,o negócio foi caracterizado crime e não uma negociação normal,segundo informou Isaías:

“Houve o golpe, o estelionato. O pastor vendeu a igreja de ‘porteira fechada’, inclusive com os fiéis. Ele fez uma reunião e os induziu ao erro, dizendo que não estava vendendo a igreja alegando que haveria apenas uma união entre os dois templos”, contou.

O delegado responsável pela investigação declarou ainda nunca ter visto algo desse tipo em toda a sua carreira de delegado. O valor do imóvel com toda idumentária que havia dentro foi avaliado em mais de 400 mil ,mas foi vendido apenas por 80 mil.

O buxixo Gospel.

Comentários fechados em Pastor vende igreja de porteira fechada e vai parar na polícia