demitido,  gospel,  Joe Kennedy,  Notícias,  orar,  técnico

Técnico de futebol demitido por orar após jogo leva caso à Suprema Corte dos EUA


Técnico de futebol demitido por orar após jogo leva caso à Suprema Corte dos EUA
O ex-técnico de futebol americano, Joe Kennedy, que perdeu seu emprego por orar após o jogo de uma escola em Washington, está apresentando seu caso à Suprema Corte dos Estados Unidos em nome não só de sua liberdade religiosa, mas de milhares de outros professores.

Enquanto treinava os alunos da Bremerton High School, Kennedy começou a se ajoelhar sozinho em uma oração silenciosa de 15 segundos no final de cada partida. Ele foi suspenso e despedido em 2015 por se recusar a interromper a prática em público. 

No início deste ano, o Tribunal de Apelações do Nono Circuito decidiu que a demissão de Kennedy pelo Distrito Escolar de Bremerton demitiu Kennedy foi legal.

No entanto, o First Liberty Institute, um escritório de advocacia de liberdade religiosa que representa Kennedy, argumentou que o distrito escolar infringiu seus direitos constitucionais.

“Nenhum americano deve ser forçado a escolher entre sua fé e o trabalho que ama”, disse na terça-feira (14) o presidente da First Liberty, Kelly Shackelford, à Fox News. 

“A opinião do Nono Circuito ameaça os direitos de milhões de americanos que desejam exercer livremente sua fé, sem medo de perder o emprego. Esperamos que a Suprema Corte conserte esse erro e devolva o técnico Kennedy ao campo de futebol onde ele pertence.”

Em 2019, a Suprema Corte recusou ouvir o recurso de Kennedy depois que o Nono Circuito rejeitou seu caso. Como parte da decisão inicial da Suprema Corte, quatro juízes conservadores indicaram que o caso de Kennedy poderia ter sucesso após novos litígios.

Para ouvir um caso, a Suprema Corte normalmente precisa de apenas quatro juízes para conceder o certiorari, ou seja, a garantia de revisão de uma decisão judicial. Desde a decisão de 2019, a Suprema Corte passou a contar com mais uma juíza conservadora, Amy Coney Barrett — o que traz esperança para o caso.

Comentários fechados em Técnico de futebol demitido por orar após jogo leva caso à Suprema Corte dos EUA

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.