Deus,  ,  gospel,  Jesus,  Jogos Olímpicos,  medalha de prata,  Nicola McDermott,  Notícias,  oração,  salto em altura

‘Treino espiritualmente tanto quanto fisicamente’, testemunha atleta olímpica


'Treino espiritualmente tanto quanto fisicamente', testemunha atleta olímpica

Vencedora da medalha de prata no salto em altura nas Olimpíadas de Tóquio em 2021, a atleta Nicola McDermott testemunha sobre sua fé e o caminho que fez até a conquista olímpica.

Casada desde o início deste ano com Rhys Olyslagers, a medalhista australiana de 25 anos está em um clube exclusivo – no qual ela passou muitos anos trabalhando para ingressar.

Apesar de suas vitórias, Nicola diz que ser uma medalhista olímpica não a define. Ela diz que seu valor verdadeiro está em Deus e acredita que recebeu uma medalha para testemunhar às pessoas sobre Jesus.

“Não tenho mais filtro”, explica Nicola sobre a disposição em falar sobre sua fé cristã. “Eu digo, bem, quando Deus me contou sobre isso e o Espírito Santo revelou isso para mim, então eu percebi que isso era realmente importante”.

“Tem sido uma espécie de avanço”, ela continua. “[Estou] envolvendo cada vez mais pessoas e alcançando mais pessoas por não ter filtro e apenas falar sobre o Evangelho como ele é”.

Nicola conta que sempre se esforçou e treinou muito para chegar onde chegou. Ela há 16 anos, e desde os oito treina salto em altura.

A atleta, que está na Suíça para o calendário europeu de atletismo, concedeu uma entrevista à Eternity para a conferência CONNECT22, da Christian Media and Arts Australia (CMAA).

Ela estava se recuperando de uma lesão na panturrilha, sofrida um dia antes de competir na final do salto em altura nos Jogos da Commonwealth de Birmingham.

Falando com Deus

O desempenho de Nicola e suas táticas esportivas têm sido motivo de discussão entre os comentaristas de atletismo: o sorriso, as palmas, os braços estendidos no ar antes de correr para a barra. “Parecia que você estava entregando tudo a Deus”, diz a repórter à Nicola.

“Isso é realmente o que essa incrível atleta estava fazendo, e Deus estava falando com ela”, atesta a jornalista.

Nicola explica que durante a quarentena do Covid de 2020, ela trabalhou em um curso de discipulado para incentivar os atletas.

“Foi tipo, mal posso esperar para chegar aos Jogos Olímpicos para poder discipular atletas… Não importa como eu compito. Mas eu simplesmente senti Deus dizer: ‘Quero que você concorra ao ouro no ano que vem’”, compartilhou Nicola.

A saltadora australiana Nicola McDermott, logo após quebrar o recorde. (Foto: Reprodução / Getty)

“Eu estava pensando: ‘Ganhar uma medalha seria incrível, mas não consigo nem pensar em ganhar ouro.’ E então eu realmente senti Deus dizendo: ‘Você precisa treinar como se fosse ganhar a medalha de ouro e acreditar em sua cabeça que você pode fazer isso’. Para mim, isso significava mudar tudo o que eu fazia. Chegar às Olimpíadas pode exigir tanto esforço – é muito, muito difícil. Mas para conseguir uma medalha olímpica e vencer todos os outros que você está enfrentando nas Olimpíadas, eu diria que é quase o dobro do esforço.”

A atleta continua falando mais sobre sua comunhão com Deus:

“E eu disse: ‘Senhor, eu teria que mudar meus hábitos, meu sono, minha alimentação, meu treinamento, minha vida social se eu realmente acreditasse que posso obter a medalha de ouro. Vai exigir tanto trabalho. E eu simplesmente senti que Deus me deu a graça e disse: ‘Isso virá por meio da oração’”.

Para Nicola, a oração é o centro de seu dia, já que muitas vezes o treinamento significa sofrimento pelos esforços. Antes a atleta saltava 1,95 m, mas agora, para ganhar o ouro, ela teria de saltar mais de dois metros. Essa pequena distância significava que ela teria que mudar tudo.

“Eu não conseguia mais sentar e relaxar e dizer ‘Sim, eu fiz as Olimpíadas’. O trabalho duro começou quando me qualifiquei”.

“[Você tinha] que tentar e buscar o ouro continuamente quando tinha uma competição muito ruim ou quando seus concorrentes estavam pulando muito bem. Portanto, todo o meu ponto central de cada dia era a oração e a intimidade com Deus. Como comecei minha temporada em setembro de 2020, tive essa intencionalidade por um ano.”

Preparo espiritual

Nicola explica que seu preparo envolve a parte física e também a espiritual:

“Construindo para os Jogos Olímpicos, eu estava me preparando espiritualmente tanto quanto fisicamente. Eu sabia que quando eu fosse para lá, a dúvida estaria tão presente, assim como a tentação de esconder minha fé para conseguir patrocinadores ou esconder minha alegria para o caso de perder a barra.”

Nicola diz que estava tão conectada com Deus que tinha certeza de que ele estava no controle. Isso a fez se esforçar cada vez mais, mesmo estando consciente do potencial de sua lesão, mas também sabendo que era isso que Deus queria.

Ela explica que foram anos não apenas buscando a Deus, mas também buscando uma comunidade e uma visão que cria o reino na terra.

“Nos Jogos Olímpicos as pessoas viram meu desempenho, mas a maioria das pessoas não sabia sobre todas as reuniões de oração e todas as coisas que eu estava fazendo na Vila Olímpica fora disso.”

“O fruto disso foi a alegria e a confiança de ver o que Deus estava fazendo dentro da vila, saber o impacto que eu estava causando naqueles atletas.”

Dia memorável

Ela se lembra bem de 8 de agosto, um dia memorável em sua carreira. Com um sorriso no rosto ela relata sua mentalidade antes da final.

“Eu estava destemida porque sabia que, quando estava buscando a coisa mais elevada que poderia fazer naqueles Jogos Olímpicos … minha identidade em Cristo significava que eu era mais do que suficiente.”

“Ser capaz de ser ousada, confiante e firme … foi uma das maiores oportunidades de mostrar o que estava em meu coração, o que era simplesmente o melhor.”

Perguntada de sente que decepcionou Deus por não ter conquistado a medalha de ouro, Nicola responde que não – Deus pediu a ela que buscasse o ouro, mas isso não significava que ela tinha que conseguir o ouro. A julgar pela preparação necessária para ganhar uma medalha, ela poderia não ter conquistado nada se não tivesse respondido à voz de Deus para buscar o ouro.

Após a entrevista, Nicola foi definida com alguém que demonstra total confiança em Deus. Sua vida e a de sua equipe de apoio são centradas na oração. Ela quer que todos conheçam seu Senhor como ela conhece. E ela acredita que a plataforma dada a ela ao se tornar uma medalhista olímpica é exatamente o que é necessário para seu coração evangelístico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.